quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Exercícios de imaginação

Idéias para dramatização improvisada:

O FANTASMA

            Num quarto escuro, meninos brincando de fantasmas. No meio da brincadeira, ouve-se um barulho vindo de fora. O medo torna-se real. Tomam coragem e se escondem. Entra um ladrão e começa a roubar. Os meninos observam e resolvem gozar o ladrão – fazem barulho, aparecem vestidos de fantasmas, e o ladrão se apavora e foge.


O BOLETIM

            Dois alunos esperam o resultado das provas. Quando chega o boletim e é preso na parede, eles verificam que um passou e o outro não. Olham um para o outro. O feliz estudante que passou, num movimento de solidariedade, abraça o companheiro com amizade.


A PESCARIA

            Três pessoas saem de barco para pescar. Arma-se uma tempestade, tentam remar para a praia (mímica de pescaria – mímica de remar). Ansiedade. Reação, segundo o temperamento de cada um. O mais corajoso pede calma, outro chora.
            Finalmente veem de longe um barco maior que se aproxima. Alegria!

O ESPANTALHO

            Toda noite um ladrão roubava a plantação da família. Os meninos resolvem descobrir quem é. Colocam-se no lugar do espantalho. Quando o ladrão chega, começa a fazer barulho e é agarrado pelos espantalhos, o que amedronta o ladrão, que acaba sendo preso pelos meninos.


O MILAGRE

            Um casal pobre não tinha tempo de arrumar a casa. Os dois filhos, fingindo-se de fadas, resolvem arrumar tudo durante a noite. Quando os pais acordam, não sabem quem trabalhou e acham que é um milagre. No dia seguinte, a mesma coisa. Na terceira vez, os pais resolvem ficar de vigília para ver quem eram os anjos que os ajudavam. Quando descobrem que são seus próprios filhos, ficam muito alegres.

Fonte: MACHADO, Maria Clara, A aventura do teatro & Como Fazer Teatrinho de Bonecos - 2ª ed. - Rio de Janeiro: Singular, 2009.