quarta-feira, 14 de outubro de 2015

PROFESSOR, VOCÊ NÃO ESTÁ SÓ!!!!!

Eu acredito na coletividade e no poder que temos quando caminhamos 
de mãos dadas e deixamos a visão do eu e passamos
à visão do NÓS, principalmente em sala de aula. 
Fácil?! 
Não!!!
Mas possível!!!!
Dedico a vocês esta poesia social de Roque Schneider:

"Ninguém vive só"

"Ninguém vive só"... Mesmo as estrelas do céu cantam juntas. Mesmo as
águas do oceano se esparrinham em conjunto. Mesmo as Lágrimas
rola duas a duas, não raro acompanhadas de um sorriso.
Ninguém vive só. Mesmo as folhas pequeninas dos arbustos dormem
juntas. E os pássaros cortam os ares em revoada.
Ninguém vive só. Mesmo as pedras procuram o caminho,
porque o caminho não é deserto, mas transitado pelos homens.
Mesmo as flores procuram os jardins, porque são visitados.
Mesmo o perfume procura as flores, porque as flores
perfumam e exercem maior atração.
Ninguém vive só. E nessa harmonia de conjuntos,
nesta constante busca do "outro", neste irresistível poema
da socialidade, nós nos situamos, também, como gente.
Ninguém vive só. Situar-se como gente é abandonar
 a ideia do EU e atitude de egoísmo, para aderir ao NÓS.
Eu, você e todos NÓS. Abertos, confiantes,
construtivos, comunitários, SOCIAIS."

SCHNEIDER, Roque, Parada para pensar, Ed. Paulinas, 1974.

FELIZ DIA DO PROFESSOR!!!!

BEIJOS NO CORAÇÃO!!!!


Fonte: Ponto de Encontro SARAIVA ATUAL. Elian Alabi Luci. 
Palestra: Pedagogia do encontro, da afetividade e diversidade.