sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Papel Reciclado

Material

  •  Papéis usados, como embrulhos, caixas, folhas, envelopes, revistas, sobras de cartolina, cartões, jornais etc.
  • Um recipiente, como lata de leite, vidro grande etc., para cada tipo de papel
  • Liquidificador
  • Bacia funda
  • Peneira plástica de fundo plano (ou tela pregada em moldura de madeira), que caiba na bacia (com certa folga)
  • Jornais (para secar os papéis)
  • Panos velhos

    Passo-a-passo
1. Picar os papéis, cada tipo ou cor numa vasilha com água. Deixar de molho por algumas horas.
2. Colocar uma xícara deste papel umedecido no liquidificador, com até 3/4 de água. A própria "água do molho" pode ser aproveitada. Bater a mistura aos poucos e sentir com a mão até obter a textura desejada. Batendo pouco, será obtida uma mistura com "pedacinhos" do papel original, às vezes até com letras inteiras. Quanto mais a mistura for batida, mais homogênea ficará.
Importante: não bater demais, pois o papel fica quebradiço, e não mais fino.
3. Despejar o papel batido na bacia com água até a metade. Agitar a mistura com a mão para as partículas de papel não assentarem no fundo.
4. Mergulhar a peneira pela lateral da bacia até o fundo, levantando-a lentamente, sem incliná-la, "pescando" as partículas em suspensão. Uma camada de papel se forma sobre a peneira. Se desejar um papel mais grosso, adicionar papel batido à bacia, agitar e peneirar novamente.
5. Passar a mão várias vezes sob a peneira inclinada para escorrer a água.
6. Colocar a peneira sobre jornal, para secar a superfície inferior. Trocar o jornal até que este não fique mais molhado.
7. Ainda sobre o jornal, cobrir a peneira com um pano velho e pressionar para secar a superfície superior da folha.
Retirar o pano e torcê-lo para eliminar o excesso de água e pressionar novamente. Repetir a operação até que o pano não fique mais encharcado. O papel ainda estará úmido, mas não deverá molhar a mão no toque.
8. Virar a peneira sobre jornal seco e dar vários tapas no fundo. A folha deve se soltar. Se o papel estiver muito úmido, a folha não cairá (desvirar a peneira e repetir a etapa 7).
9. Colocar a folha entre jornais secos e deixar secar até o dia seguinte. Pronta, nesta folha se poderá escrever, pintar, datilografar; além disso, ela poderá ser cortada, dobrada, colada - enfim, usada como papel. As sobras de papel picado ou batido podem ser peneiradas e espremidas e guardadas em potes tampados para futura reciclagem, ou descartadas separadamente para coleta seletiva e reciclagem industrial. A água que sobra na bacia pode ser despejada em um vaso com plantas ou no jardim.